Após uma tempestade de inverno atingir os Estados Unidos, a Southwest Airlines cancelou diversos voos, deixando muitas pessoas presas nos aeroportos. Nesta última terça-feira (27), a companhia aérea já tinha cancelado mais de 2.600 voos e as mudanças tendem a se prolongar durante toda a semana.

Segundo dados da Flightaware, empresa de tecnologia multinacional americana, mais 2.400 voos de quarta-feira e 1.500 da quinta já foram cancelados. Outras empresas áreas que também cancelaram seus voos não chegaram nem perto dos números da Southwest, segundo o The Verge. Podemos fazer uma comparação com a companhia aérea Spirit, a qual cancelou 83 voos nesta última terça-feira. 

Leia mais:

A Southwest usa um sistema de ponto a ponto em sua programação. Este método faz com que um avião saia para um destino e pegue funcionários ao longo do caminho. Este sistema tem suas vantagens, como preços para voos diretos mais acessíveis, mas podem ter um efeito dominó quando alguma mudança ocorre. 

publicidade

“Acabamos com tripulações e aviões em qualquer lugar, e agora estão nas cidades em que eles precisam estar para continuar a conduzir nossas operações” disse o porta-voz da Southwest, Jay McVay,  aos repórteres sobre a tempestade. 

Estes cancelamentos em massa resultaram em filas gigantescas nos aeroportos, já que os passageiros tentam remarcar seus voos, mas devido ao volume de pessoas não conseguem. Então muitos não irão conseguir viagens até o final desta semana e após o ano novo. 

O secretário de Transportes dos EUA disse estar acompanhando a situação e prometeu uma declaração sobre o assunto hoje. Ele enviou um tweet dizendo que está “preocupado com a taxa inaceitável de cancelamentos e atrasos e relatórios de falta de atendimento ao cliente da Southwest” e que “examinará se os cancelamentos eram controláveis ​​e se a empresa está cumprindo com seu plano de atendimento ao cliente.”

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do 6666betf? Inscreva-se no canal!