Uma falha técnica nos sistemas da FAA (Administração Federal de Aviação, na sigla em inglês) causou a interrupção de todos os voos que partem dos Estados Unidos na manhã desta quarta-feira (11). Até o momento as autoridades não encontraram evidências de ataque hacker.

Conforme relata a CNBC, mais de 3.700 voos para o exterior dos EUA foram atrasados nesta manhã, de acordo com a ferramenta de rastreio de voos online, FlightAware. Cerca de 560 voos já foram cancelados.

Leia mais:

Comunicado Casa Branca sobre o incidente de interrupção dos aviões
(Imagem: Reprodução/ Twitter)

A interrupção foi gerada a partir de uma falha no sistema de Aviso para Missões Aéreas (NOTAM, na sigla em inglês).

publicidade

“Os pilotos verificam o sistema NOTAM antes de voar. Um Aviso às Missões Aéreas alerta os pilotos sobre pistas fechadas, interrupções de equipamentos e outros perigos potenciais ao longo de uma rota ou em um local que possa afetar o voo”, informou a FAA em comunicado.

Após as 8h a agência informou que voos tinham sido retomados em dois aeroportos, o Internacional de Newark Liberty em Nova Jersey e o Internacional Harsfield-Jackson em Atlanta. 

A Karine Jean-Pierre, Secretária de Imprensa da Casa Branca, publicou um comunicado em seu twitter por volta das 9h40 informando que “não há evidências de um ataque cibernético neste momento”, e que o presidente dos EUA orientou que o Departamento de Transporte dos EUA (DOT) conduzisse uma investigação completa sobre o caso.

“A FAA está trabalhando para resolver esse problema com rapidez e segurança para que o tráfego aéreo possa retomar as operações normais e continuará fornecendo atualizações.”, informou  o secretário de transportes norte-americano, Pete Buttiegieg.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do stake? Inscreva-se no canal!