Os funcionários da Federal Aviation Administration (FAA) dos Estados Unidos acidentalmente pagaram alguns arquivos de seu sistema, levando diversos voosnosEstados Unidos a serem cancelados ou atrasados. O erro ocorreu no seu sistema NOTAM, o mesmo que deu problema no dia 11 de janeiro.  

Os NOTAMs geralmente contêm informações importantes para os pilotos, incluindo avisos de perigos potenciais ao longo da rota de um voo, restrições de voo e fechamento de pistas, segundo o Engadget.

Leia mais:

O problema anterior chegou a ter impacto nos voos de militares que dependiam deste sistema. Os pilotos teriam que ligar para  a FAA para perguntar sobre possíveis riscos de decolar. 

publicidade
voos

Sobre o caso atual, a empresa disse que seus funcionários estavam sincronizando um banco de dados principal e um de backup quando “excluíram sem querer arquivos”, que se revelaram necessários para manter o sistema de alertas funcionando. Eles também reiteraram o que disseram no passado de que “até agora não encontraram evidências de um ataque cibernético ou intenção maliciosa”.  

Ainda não se sabe como a exclusão de alguns arquivos fizeram o sistema cair, e o incidente também levantou a questão da credibilidade nas tecnologias ultrapassadas usadas pelas companhias aéreas. O próprio Departamento de Transportes descreveu anteriormente o sistema NOTAM como um “hardware antigo com defeito” em um documento orçamentário, solicitando US$ 30 milhões para financiar suas atualizações.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do 20bet? Inscreva-se no canal!