A maioria dos passageiros reserva assentos pensando em conforto, espaço para as pernas ou fácil acesso aos banheiros. Outros preferem sentar o mais próximo das saídas para desembarcar mais rápido da aeronave.

É muito raro optar pelos assentos do meio da última fila. Adivinhe só? Estatisticamente, eles são os mais seguros em um avião.

  • Uma investigação feita pela TIMEanalisou 35 anos de dados de acidentes aéreos.
  • A conclusão foi que os assentos traseiros do meio tinham a menor taxa de fatalidade por ter pessoas em ambos os lados.
  • O índice é de 28% contra 44% se comparado aos assentos do corredor central.
  • Mas a história não é tão simples assim, já que os acidentes não obedecem padrões. 
  • No vôo 232 da United em 1989, por exemplo, 184 das 269 pessoas a bordo sobreviveram. 
  • A maioria estava sentada na parte da frente, atrás da primeira classe.

O que faz sentido. Ficar próximo da saída permitirá que você saia do avião antes dos demais em caso de emergência, desde que não haja fogo a bordo. Como as asas armazenam combustível, isso acaba desqualificando as fileiras da saída e do meio como opções “mais seguras”.

Turbinas de um avião
Imagem: frank_peters/Shutterstock

Alguns casos são piores 

O tipo de emergência também ditará o resultado. Pousar no oceano de nariz, por exemplo, diminui as chances de sobrevivência, como aconteceu no voo 447 da Air France em 2009, em que 228 passageiros e tripulantes morreram.

publicidade

Mas não se preocupe. Os pilotos são treinados para minimizar o risco. A norma é procurar um local plano, como um campo aberto, para pousar.

As próprias aeronaves também são projetadas com materiais capazes de aguentar o tranco e lidar com estresse durante o voo. Um exemplo de evento muito mais comum que as quedas é um fenômeno chamado “turbulência de céu limpo”, que pode acontecer a qualquer momento em grandes altitudes.

Mais conhecida como CAT (sigla em inglês para “Clear Air Turbulence”), é um tipo de turbulência que ocorre sem a presença de nuvens no céu.

Leia mais:

Viajar de avião é seguro?

  • Não custa reforçar que o avião é o meio de transporte mais seguro.
  • Aschances de morrer em um acidente de avião são de 1 em 205.552, em comparação com 1 em 102 em um carro, mostram os dados do Conselho Nacional de Segurança dos EUA.
  • Em 2019, por exemplo, dos quase 70 milhões de voos em todo o mundo, foram registradas 287 mortes.

O tamanho da aeronave faz diferença?

Aviões maiores têm mais material estrutural e, em tese, podem fornecer alguma proteção extra em uma emergência — mas isso, novamente, depende muito da gravidade da situação.

Isso não quer dizer que você deva sempre reservar voos na maior aeronave disponível. Como mencionamos antes, as viagens aéreas comerciais são muito seguras!

Imagem principal: Have a nice day Photo/Shutterstock

Fonte:The Conversation

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do bacará? Inscreva-se no canal!