O Ministério da Cultura da Itália revelou um enorme mosaico da era romana encontrado nas proximidades do Coliseu. A estrutura foi localizada no que sobrou de uma luxuosa casa geminada, conhecida como domus, que fica entre o Fórum Romano e as encostas do Monte Palatino, em Roma.

Leia mais

Detalhes do mosaico da era romana (Imagem: divulgação/Ministério da Cultura da Itália)

Mosaico pertencia a general

  • O mosaico está em ótimo estado de conservação, com cores ainda vibrantes.
  • Ele é datado das últimas décadas do século II a.C e foi trabalhada usando diferentes tipos de conchas, telhas azuis egípcias, vidro precioso, flocos de mármore branco e outros tipos de pedra.
  • Segundo os arqueólogos, esses materiais preciosos foram usados para retratar uma sequência complexa de cenas figurativas, incluindo brotos de folhas de lótus e videira emergindo de vasos, pilhas de armas, trombetas celtas e navios com tridentes.
  • Esses elementos indicam que o dono da casa onde foi localizado o mosaico era um general altamente condecorado que liderou soldados em batalhas no mar e na terra.
  • Apesar dos pesquisadores não saberem ao certo a quem pertenceu a obra, eles têm certeza que era alguém com um alto status social no Império Romano.
  • As informações são da IFLScience.
Crédito: YouTube/Ministério da Cultura da Itália

Local será aberto para visitação em 2024

O mosaico foi descoberto pela primeira vez em 2018 por arqueólogos do parque arqueológico do Coliseu, mas a divulgação do achado só aconteceu agora.

A estrutura foi construída em pelo menos três fases entre a segunda metade do século II a.C. e o final do século I a.C. Este foi um período crucial que abrangeu as últimas décadas da República Romana e o governo de Augusto, o fundador do Império Romano.

publicidade

Os arqueólogos irão polir o mosaico no início do próximo ano. Depois disso, a ideia é permitir a visitação ao local, criando mais um ponto para conhecer um pouco mais da história da Roma Antiga.

E é claro que os pesquisadores acreditam que novas obras de valor histórico possam estar escondidas na área. Por isso, os trabalhos de escavação irão continuar.